Download Antígona gelada by Armando Nascimento Rosa PDF

By Armando Nascimento Rosa

Show description

Read or Download Antígona gelada PDF

Best nonfiction_5 books

Trade and cost competitiveness in the Czech Republic, Hungary, Poland, and Slovenia, Volumes 23-482

Even if the 4 international locations thought of during this learn are the main built transition nations in Europe, their regular wages are just a fragment of West eu degrees. whereas the exertions expenditures might theoretically provide the crucial and japanese eu (CEEC) nations a bonus, capital shortages and the shortcoming of talents required for a industry economic climate hinder its use.

Active Directory: Designing, Deploying, and Running Active Directory, 4E

That can assist you take complete benefit of energetic listing, this fourth variation of this bestselling publication provides an intensive grounding in Microsoft's community listing provider. With lively listing, you are going to the way to layout, deal with, and preserve an advert infrastructure, even if it truly is for a small company community or a multinational company with millions of assets, prone, and clients.

Cardiac Imaging: The Requisites, 3rd Edition

The up to date 3rd version of this best-selling Radiology RequisitesT quantity concisely synthesizes all of state-of-the-art center wisdom approximately cardiac imaging. Clinically orientated insurance encompasses every thing from simple rules throughout the most up-to-date diagnostic imaging suggestions, apparatus, and know-how.

Extra resources for Antígona gelada

Example text

Arriscas a tua vida, estupidamente. ANTÍGONA: De ti não esperava essa opinião. HÉMON: Vou deixar-vos sós. 59 Armando Nascimento Rosa ANTÍGONA: Fica mais um pouco, Hémon. O teu show é só logo à noite. ) TIRÉSIAS: Ouve-me, Antígona! Vai ser muito difícil chegares junto do corpo de Polinices, antes que o eliminem. ANTÍGONA: Com esse problema não te preocupes. Tenho um cúmplice infiltrado nos serviços. É outro o teu papel, Tirésias. Só tu sabes fazê-lo. Preparas as células do clone e despertas o meu ventre para recebê-las.

ISMENA: Não estou a perceber. ANTÍGONA: Foi ele que mo disse em sonhos. ISMENA: O desejo é apenas teu. Por isso sonhaste com ele. Não podes confundir as coisas. ANTÍGONA: Tu não acreditas em mim. ISMENA: Acredito que desejas o impossível. ANTÍGONA: Eu quero gerar um clone do nosso irmão e tu podes ajudar-me a consegui-lo. ISMENA: Creonte ordenou a destruição do cadáver e proibiu tentativas de clonagem. ANTÍGONA: Mas ele ouve os teus conselhos. Dorme na tua cama. És a sua directora de imagem. Tens meios para persuadi-lo.

Ires ao beijamão do déspota, mascarado como se fosse Carnaval. POLINICES: Eu precisava fazer alguma coisa. Não nasci para prisioneiro. Tenho a alma rude dos vadios. E Hémon corria risco de vida por me esconder em casa. Cansei-me das conspirações virtuais. Não me levavam a nada. ANTÍGONA: E a tua acção directa, levou-te a algum lado? Morreste tu e morreu um lacaio do chefe, e Creonte pode agora controlar melhor ainda a vida de todos nós. ] POLINICES: Desculpa, Antígona. Gostava de ter tido o teu sangue frio.

Download PDF sample

Rated 4.09 of 5 – based on 25 votes